VIRTUDES


Por que você deve saber sobre virtudes? Você tem ideia?

O que é uma virtude? Sabe utilizá-la? Tente responder antes de ler esse texto.

Dentro das características psicológicas relacionadas às virtudes morais estão a generosidade, coragem, humildade, fidelidade, etc.

Do ponto de vista filosófico, a virtude não é um tema somente clássico, mas que merece destaque nos tempos atuais.

Aristóteles diz que a virtude é uma disposição adquirida. Parece estranho o termo, mas essa afirmação quer dizer que cada pessoa nasce com a possibilidade de fazer aquilo que é excelente.

Para ele, a virtude é a disposição para procurar a excelência naquilo que pode estar relacionado a qualquer coisa, ou seja, praticar o que há de melhor na condição humana.

Uma pessoa virtuosa se relaciona com o bem-fazer, o bem-viver e o bem-pensar. E Aristóteles diz que esse relacionamento não deve partir para o exagero e nem para a escassez.

Aí você deve estar se perguntando: qual é o caminho do meio? É aquele que não é mediano, mas sim justo.

Ou seja, uma pessoa virtuosa é aquela que não tende para os extremos. Ela encontra uma medida justa na generosidade, felicidade, política, partilha, coragem, humildade...

Então, o que é uma medida justa na concepção Aristotélica? É aquela que não tem nem excesso e nem carência.

Portanto, entende Aristóteles que uma pessoa que tem uma virtude moral é aquela que não produz nem o exagero e nem a diminuição da sua “essência”.

Diante dessa concepção Aristotélica, a noção mais forte quando pensamos em virtude, é que ela pode ser ensinada, adquirida.

As pessoas não nascem boas ou más, ótimas ou péssimas, elas nascem com infinitas possibilidades, se o quiserem, de procurar a excelência. E isso que é virtuoso!

Mas, cada pessoa, em particular, sente a necessidade de julgar tais características humanas que respondem pelo nome de virtudes.

Sendo assim, não seria interessante trocar essa necessidade do julgar pela qualidade do pensar? Por que apontar o dedo é mais fácil que refletir sobre determinado assunto?

Jung tem uma frase que diz: “pensar é difícil, é por isso que as pessoas preferem julgar.”

A questão aqui não está ligada ao ser “santo”, mas buscar ser uma pessoa sensata, pois o fato de haver discordâncias não te dá o direito de julgar, mas é possível opinar.

Ter opiniões sobre se devemos ou não dar publicidade a nossos feitos (humildade), se cedemos ou não nossa vez (generosidade), se defendemos ou não um candidato (política) é um desafio constante da humanidade.

Virtude é definida como uma qualidade que produz certos efeitos, características e propriedades. A virtude da faca é cortar, a do olho de enxergar, e a da mente?

A palavra virtude se refere também à qualidade das pessoas, razão pela qual se emite um juízo de valor sobre um indivíduo.

Tem gente que não conhece, nunca viu ou falou com aquela pessoa, mas emite seu julgamento como se fossem íntimos. “Conheço bem esse perfil!” “Li sobre ela no jornal, já sei tudo!”

Isso é uma virtude?

Aristóteles mencionava que a pessoa virtuosa não é somente aquela que age bem, mas sim aquela que quer o bem e, assim, é uma “boa pessoa.”

Se o homem não pratica a alegria de ações justas, ele pode ser justo? Se ele não sente prazer em ações generosas, ele pode ser generoso?

Uma vida equilibrada e alinhada com o que há de positivo, leva o indivíduo a realizar suas ações motivado por sua índole. E isso é impactante quando você compreende a essência.

Essa "essência" é composta pelo conjunto de virtudes do indivíduo que formam o seu caráter. E por essa razão devemos levar à virtude em busca da excelência.

As virtudes nos remetem a dimensões universais, sob o ponto de vista dos valores desejáveis, pois são essencialmente humanas.

A questão está no que atribuímos aos nossos próprios desejos e às nossas relações com os outros.

Ser justo, otimista, humilde, empático, corajoso, honesto, bondoso, disciplinado, pode ser aprendido.

O ser humano que busca a excelência, foca em desenvolver virtudes e não vícios. Estes conhecidos como: o egoísmo que é oposto a generosidade, a ira oposta a paciência, a soberba oposta a humildade, etc.

Quais são suas virtudes? E seus vícios?

160 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo