top of page

SABER É PODER?


Como colocar em prática o seu conhecimento?

Será que essa frase é verdadeira? "Saber é poder."

Francis Bacon, filósofo empirista, defendia que para se encontrar a verdade é necessário livrar a mente de uma série de preconceitos.

Uma de suas frases famosas é: “saber é poder.”

E o que você faz com o poder do saber?

Isso te serve pra quê?

O ser humano possui obstáculos internos que influenciam na sua vida. E são essas barreiras psicológicas que podem nos manter desacreditados.

“Eu estudei durante 5 anos, mas não consigo colocar em prática o que aprendi, pois tenho receio do que os outros vão pensar de mim.”

Você já ouviu falar no mito de Ulisses?

Ulisses na sua viagem de volta para Ítaca, após ter vencido a longa Guerra de Troia, teria que passar por uma ilha habitada pelas sereias.

O canto delas era tão exuberante, que levava à morte todos os marinheiros que passavam pelas proximidades.

Conhecendo o perigo mortal daquele canto, Ulisses criou uma estratégia para evitar a morte dele e de seus companheiros e, ao mesmo tempo, ouvir o som encantador.

Ele colocou cera nos ouvidos dos marinheiros e ordenou que ele fosse amarrado ao mastro do navio.

Dessa forma ele poderia navegar próximo à ilha e apreciar de forma protegida o canto das sereias.

Observe que Ulisses venceu uma longa Guerra, mas poderia sucumbir pelo simples canto das sereias.

Quantas “guerras” você já venceu em busca do conhecimento, mas deixou de compartilhá-lo com receio de ouvir o “canto das sereias”?

Se o conhecimento é a informação que você conquista, a sabedoria é incorporar isso para si mesmo e levar para quem está ao seu redor.

Assim, o conhecimento pode ser reinventado, recriado e renovado, pois se for meramente repetitivo, não oferece soluções para novas questões.

Por essa razão, ele deve ser propagado. Considere-se um maior aprendiz, assim você estará sempre num movimento de melhoria e aperfeiçoamento.

A finalidade do “saber é poder”, é servir as pessoas e não, apenas, a si mesmo. E como já é sabido, vide o filósofo Cortella: “só é um bom ensinante, quem for um bom aprendente.”

“Entendi! Mas, como eu venço minhas barreiras psicológicas?”

A presença de características e conflitos psicológicos como: medo, culpa, ansiedade, complexo de inferioridade, entre outros, são ultrapassados com a ajuda de um Psicólogo.

E a qualidade mais especial, que uma pessoa que deseja ensinar deve ter, é humildade. Seja a pedagógica ou aquela que reconheça suas próprias limitações.

Lembre-se: a maior diferença do ser humano, em razão aos outros seres vivos, é a sabedoria. E ela pode estar no seu caminho durante toda a sua existência.

Essa dominação humana do saber, pode trazer conhecimento para uma organização política, para a ciência, para uma expansão cultural, entre outras áreas.

Além desse conhecimento ter a possiblidade de avançar para áreas antes desconhecidas, fazendo com que a humanidade conheça coisas novas.

Não deixe de expor o que você sabe, por receio do que vão pensar de você ou pelo encantamento de um novo projeto que tira o seu foco.

Viva o que te move, não o que te mata.

Faça como Ulisses, prepare-se para o canto das sereias, mas não deixe de ouvi-lo, pois a gente aprende com as críticas também.

Afinal, a partir da propagação do seu conhecimento, muitas pessoas podem se beneficiar e você acabar se realizando.

Não aprenda sozinho, divulgue o seu conhecimento, pois saber é poder!

Compreende?

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page